Casamento e filhos: dá sim!

Não há dúvidas que os filhos trazem mais alegrias em nossas vidas, mas então, por que muitos casamentos se desfazem após a chegada dos pequenos?

A chegada de um filho traz muitas mudanças para toda a família. Logo nos primeiros meses, é preciso atender a todo instante a necessidade do bebê: fralda, leite, banho; além de mais roupas, mais louça, mais gastos (com fraldas principalmente) etc. E nem sequer citamos as grandes mudanças que ocorrem com os pais das crianças, que precisam ter mais disposições física e emocional, e pode não sobrar muito tempo para namorar como antes.

É necessário passar por um período de adaptação para que tudo se ajeite. O primeiro ano é o mais difícil, pois leva um tempo para se acostumar com toda essa novidade.

Por isso, para ajudar, vamos lhes contar quais são as maiores mudanças e dificuldades que ocorrem com a chegada dos filhos, e algumas possíveis soluções.

5479.jpg

Noites em claro

Toda grávida já ouviu pelo menos umas cinquenta vezes: “aproveite para dormir agora, porque depois…” 🙂 Pura verdade! Os bebês precisam, principalmente no início, mamar de horas em horas, mesmo de madrugada, e cabem aos pais cuidar do horário. Como se isso não fosse suficiente, há alguns bebês que acordam muitas vezes na noite chorando, seja por cólica, frio, calor, fome, sede etc. Nossa pequena nunca acordou a noite, nem mesmo para mamar! Ela mamava regularmente, e de madrugada nós a amamentávamos, a fazíamos arrotar e trocávamos sua fralda, e tudo isso com ela dormindo! Sim, fomos abençoados com nossa menina, e mesmo assim ficamos cansados, então, imagina os pais dos bebês que acordam… Todos sabemos que precisamos ter uma boa noite de sono para que estejamos dispostos no dia seguinte, então, imagina noites e noites sem dormir direito: chega o cansaço, e com ele vem a irritação. E quando estamos irritados, sempre sobra para a pessoa mais próxima! Solução para esse primeiro obstáculo? Durante a noite, divida a tarefa: a mãe amamenta, e o pai faz arrotar e troca a fralda. Durante o dia, aproveite os intervalos para descansar e cochilar.

As novas responsabilidades

A rotina mudou, e as responsabilidades aumentaram. Para que ninguém se sinta sobrecarregado – o que é muito prejudicial para qualquer relacionamento – é preciso dividir as tarefas de casa. Sim: cozinhar, lavar a louça, lavar e passar as roupas, limpar a casa, buscar as crianças, fazer mercado etc.

Quando as tarefas são compartilhadas, a mulher percebe o engajamento e esforço do marido e o admira. Tudo isso é um ponto favorável para um relacionamento saudável e duradouro.

Sinto saudade de quando minha filha era apenas um bebê, foi uma fase gostosa, apesar de difícil, e teria sido bem mais difícil se eu não tivesse meu esposo e minha mãe para me ajudar. Nos momentos mais difíceis, eu pensava em quando eu nasci, pois minha mãe cuidou de mim sozinha, sem marido, trabalhando fora, cuidando também do meu irmão mais velho, e ainda com a família morando longe, sem ajuda. Isso me fazia querer ser mais forte e acreditar que eu conseguiria.

A família

Ter a família por perto é uma delícia, assim como apresentar o novo integrante da família aos avós, tios, primos, amigos etc. Nossos pequenos sempre fazem gracinhas diferentes com pessoas diferentes, e isso é uma delícia. E também é muito bom ter a família por perto para ajudar, mas uma coisa precisa ficar bem clara: são você e seu esposo que dividirão as responsabilidades e as decisões na criação dos seus filhos. Você verá que todo mundo é um expert em bebês, sempre ouvirá dicas e palpites sobre como cuidar e criar seu filho, e neste caso, apenas agradeça. A decisão de como cuidar do seu filho é de vocês, e se tiverem alguma dúvida, o verdadeiro profissional deve ser consultado: o pediatra!

A individualidade

Mantenham um tempo individual para cada um. Nessa fase de mudanças e descobertas, precisamos de tempo para nós mesmas, para mudar um pouco o foco do bebê para si mesma, se reencontrar, se cuidar. Isso é muito importante. E, se é importante para nós, mulheres, é importante também para eles, os homens, então, combinem entre vocês para que, enquanto um cuida do bebê, o outro aproveita um pouco, pelo menos uma vez por semana.

O casal

Deixamos o mais importante para o final!

Um casamento com companheirismo e diálogo, em que um cuida do outro, sabe ouvir, sabe calar, encorajar, apoiar, respeitar, não somente será um casamento saudável e duradouro, mas também ajuda a diminuir o estresse e ter uma vida mais saudável também!

Mas, com a chegada dos filhos, além de dar uma atenção especial a tudo isso citado acima, é preciso saber equilibrar os novos papéis, pois agora vocês são pai e mãe, mas não podem deixar de serem marido e mulher. Namorar é muito importante para alimentar o amor, então, procurem arranjar um tempo para se dedicar um ao outro, saírem juntos, andar de mãos dadas, assistirem um filme abraçadinhos etc.

Cuidem do casamento assim como cuidam do bebê, e vocês terão longevidade e amor para dar e vender!!!

♥ ♥ ♥

♥ O nascimento de um filho é um momento muito especial, cada conquista do pequeno é uma alegria, e dia a dia você passa conhecer-se como pai, e aquele amor incondicional que as pessoas tanto falam só aumenta! ♥

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s